Artes plásticas

i

No mesmo ano do manifesto da fundação, Marinetti encontrou-se com Umberto Boccioni, Carlo Carrà e Luigi Russolo e, um pouco mais tarde, Giacomo Balla. Estes quatro, e mais Gino Severini, constituem o corpo principal de pintores futuristas e, juntos assinaram o manifesto dos pintores futuristas e o manifesto técnico da pintura futurista. Esses dois manifestos referentes à pintura, e o manifesto posterior sobre escultura, são os pontos de partida básicos para toda atividade futurista nas artes plásticas.

carra21.jpg

Os primeiros manifestos eram mais ideológicos. Até o mesmo o técnico não fornece diretrizes quanto ao aspecto que deveria ter uma pintura futurista em termos concretos. Os futuristas tinham o que expressar, mas ainda não haviam encontrado um meio. Alguns como Boccioni, se basearam nos impressionistas, principalmete, Medardo Rosso, neles buscavam esse efeito, onde as figuras parecem estar sofrendo o mesmo tipo de dissolução em movimento e luz bruxuleante que os futuristas tinham em mente.

“Todos nos somos meramente efeitos de luz.” (Medardo Rosso)

Esse elo com a tradição impressionista é importante porque faz parte da herança antiacadêmica que os futuristas transmitiram a teoria posterior do movimento moderno.

Em 1911 em uma viagem a Paris, os pintores futuristas encontraram-se com Picasso e o resto do círculo cubista, nesse contato teve um positivo efeito nos futuristas, e desapareceu a incerteza que tinham quanto a aparência de sua pintura: eles incorporaram dos cubistas um repertorio, uma linguagem de recursos formais e tratamento de superfície, e os transformaram tendo em vista seus próprios fins. É importante ressaltar que a estética do cubismo quando foi escrita, era tradicionalista e acadêmica e nada revolucionária em relação a do futurismo, porque o cubismo foi uma revolução dentro da própria pintura e não uma reorientação em direção a um mundo modificado
O interesse pelo desmembramento das formas era dos futuristas; o que conseguiram em Paris foi um método para realizar isso, assim como o interesse pelos corpos em movimento eram deles, o cubismo foi uma convenção de representação.
Em 1912 Boccioni criou o manifesto técnico da escultura futurista , e a palavra técnico era de modo muito mais completo do que o faz, o manifesto da pintura, uma vez que depois de Paris, ele sabia como deveria parecer o resultado.

sas.jpg

About these ads

About this entry